Notícias

OceanPact participa de evento ESG Energia e Negócios IBP

Os investimentos em novas fronteiras exploratórias no País para a sociedade local e a geração de receitas e empregos na região foram destaque em painel sobre “Desenvolvimento Local e a Exploração e Produção na Margem Equatorial”, no 2º ESG Energia e Negócios IBP.

O evento do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), realizado no Rio, de 27 a 28 de maio, reuniu a indústria petroleira, autoridades, academia e o terceiro setor para discutir os caminhos do ESG (Environmental, Social and Governance) no Brasil.

A gerente geral de Licenciamento e Meio Ambiente da Petrobras, Daniele Lomba, que mediou o painel, defendeu no primeiro dia do evento que a diversificação da matriz energética é o que irá contribuir para a segurança econômica e energética dos países.

“Os combustíveis fósseis coexistirão com os de baixo carbono. Se até 2030 o país não descobrir novas reservas, poderá precisar importar petróleo”, afirmou.

Flavio Andrade, CEO da OceanPact, ponderou que, para a exploração da Margem Equatorial ocorrer de forma segura, precisamos buscar soluções tecnológicas que auxiliem no conhecimento da região.

“A gente vive na crise climática, mas vamos precisar ainda de combustíveis fósseis durante um tempo. A transição energética é uma caixa de ferramentas”, disse.

Flavio mostrou um trecho do vídeo da Expedição Amapá, realizada em 2023 pela OceanPact, com o objetivo de avaliar as melhores formas para medir as correntes marinhas na Margem Equatorial. Na ocasião, foram estudadas possíveis locações para instalar antenas de radar, que conseguem medir as correntes de superfície até 300 km de distância. A OceanPact já realiza esse trabalho nas bacias de Campos e de Santos.

Também participaram do painel o professor da Universidade Federal do Maranhão e ex-diretor da ANP Allan Kardec Duailibe Barros; o CEO da TGS do Brasil, João Correa; e o diretor do Instituto Amazônia+21, Marcelo Thomé de Almeida.

A OceanPact foi patrocinadora do ESG Energia e Negócios IBP. Diretores da OceanPact e da EnvironPact, Érik Cunha, Adriano Ranieri, Ana Lyra e Fernando Borensztein também prestigiaram o evento.